Skip to content
CONSTRUÇÃO DE PORTFÓLIO | MÓDULO 5

Diversificação de investimentos

Conclua o curso de construção de portfólio com o módulo 5 e saiba como a diversificação de investimentos pode ajudar os investidores a se prepararem para longo prazo.

O que, de fato, significa diversificação de investimentos?
A diversificação é a técnica de investir em vários ativos diferentes para ajudar a minimizar os riscos. Ela envolve a combinação de diferentes veículos de investimento, exposições de setores e geográfias.
diversificação de investimentos

O objetivo da diversificação é minimizar as desacelerações
do mercado

Diversifique classes de ativos, setores e áreas geográficas para se proteger contra desacelerações do mercado.

A importância de diversificar um portfólio é ajudar a limitar a exposição a prejuízos significativos no mercado. Em alguns casos, a diversificação também pode limitar a extensão de uma alta de ganhos. Quando o mercado apresenta bom desempenho, e um investidor não recebe o retorno que gostaria, é importante lembrar que o objetivo da diversificação não é de maximizar os retornos, mas sim minimizar prejuízos.

Benefícios do portfólio diversificado

A diversificação entre diferentes classes de ativos, setores e geográfias reduzem os investimentos correlacionados e a proteger seus investimentos contra quedas do mercado.
Retornos
Ajude a melhorar os retornos
Investir em diferentes classes de ativos pode ajudar a melhorar os retornos e reduzir a volatilidade dos retornos de longo prazo.
Alvo
Ajuda no atingimento das metas de investimento
A diversificação proporciona a flexibilidade de intercâmbio entre a liquidez e os ativos geradores de renda, no curto e no longo prazo.

Ajude os clientes a se beneficiar com investimentos de longo prazo

Embora seja importante pensar a longo prazo ao fazer investimentos, mudanças na atividade geopolítica e a volatilidade do mercado muitas vezes deixam os investidores relutantes em relação à venda de suas posições atuais.

Nesses momentos, os profissionais financeiros podem ajudar seus clientes a lembrar que, embora os retornos sobre o investimento pareçam turbulentos a curto prazo, manter a calma e evitar decisões impulsivas ajudará a estabelecer um caminho melhor para alcançar metas financeiras a longo prazo. O gráfico abaixo ilustra a conexão entre retornos e investimentos a longo prazo.

Quanto mais antigo o investimento, maior a probabilidade de retornos positivos
Retornos circulantes de ações (1928 a 2018)

Quanto mais antigo o investimento, maior a probabilidade de retornos positivos
Quanto mais antigo o investimento, maior a probabilidade de retornos positivos

 

Fonte: BlackRock; Bloomberg; Lipper. O desempenho anterior não é garantia de resultados futuros. Isso se destina apenas a fins ilustrativos e não é indicativo de qualquer investimento. Não é possível investir diretamente em um índice.

A tabela abaixo é outro exemplo de como a diversificação pode ajudar a melhorar os retornos no longo prazo. Neste exemplo ilustrativo, o crescimento de um investimento inicial de $ 100.000 é comparado entre o índice S&P 500 e um portfólio com diversificação de classes de ativos.

Embora o índice S&P 500 receba uma taxa de retorno mais alta quando o mercado está em alta, o portfólio diversificado não sofre impactos negativos tão grandes quando o mercado está em baixa. A longo prazo, o portfólio diversificado oferece um retorno total superior.

Quanto mais diversificado for o portfólio, mais provável será o crescimento a longo prazo

Anos

S&P 500 Index

Portfólio diversificado

2000 a 2002 -37,6% -16,3%
2003 a 2007 +82,9% +73,8%
2008 -37,0% -24,0%
2009 a 2017 +258,8% +152,2%
2018 -4,4% -4,6%
Retorno total +146,6% +166,1%
Crescimento de $100.000 $246.570 $266.060

Anos

2000 a 2002
2003 a 2007
2008
2009 a 2017
2018
Retorno total
Crescimento de $100.000

S&P 500 Index

-37,6%
+82,9%
-37,0%
+258,8%
-4,4%
+146,6%
$246.570

Portfólio diversificado

-16,3%
+73,8%
-24,0%
+152,2%
-4,6%
+166,1%
$266.060

Fonte: Morningstar, desde 31/12/2018. O desempenho anterior não é garantia ou indicação de resultados futuros. O portfólio diversificado é representado por 40% do índice S&P 500, 15% do índice MSCI EAFE e 5% do índice Russell 2000. 30% do índice Bloomberg Barclays U.S. Aggregate Bond e 10% do índice Bloomberg Barclays U.S. Bodyrate High Yield. O desempenho do índice tem fins apenas ilustrativos. Não é possível investir diretamente no índice. A diversificação não garante lucros nem protege contra prejuízos em um mercado em queda.

Qual a relação entre risco
e diversificação?

A diversificação de investimentos é uma regra fundamental no gerenciamento de portfólio e desempenha um papel importante na redução dos riscos. Diversificação não se trata apenas de combinar ações e títulos em um portfólio. É necessário entender como os tipos de ações e títulos interagem entre si.

O gráfico ilustrativo abaixo mostra como dois portfólios com a mesma alocação de ativos (a mesma porcentagem de alocação de ações e títulos) podem ter níveis de risco completamente diferentes.

Os três portfólios hipotéticos são compostos por 50% de ações e 50% de títulos; no entanto, mudar o tipo dos títulos que compõem a alocação de renda fixa afeta significativamente o risco geral do portfólio. Por exemplo, aumentar ou diminuir o percentual dos investimentos alocados para títulos de alto rendimento afeta a mudança do risco do portfólio. É importante atentar-se ao impacto dessas mudanças, garantindo que todo risco do portfólio seja intencional.

Pie Charts

 

Fonte: Aladdin de 20/9/18 Ações representadas por S&P 500, BBG BarCap US Aggregate Index e IBoxx US High Yield Index. Portfólios mostrados somente com fins ilustrativos.

Pense de modo inovador

A diversificação pode ser decepcionante quando os retornos não são maximizados durante as expansões do mercado, mas é importante ter um mecanismo de proteção durante as desacelerações. Os profissionais financeiros devem se preparar para a desaceleração em vez de se preocupar em como evitá-la. Isso significa adotar uma visão de longo prazo ao escolher os investimentos e sempre considerar o probabilidade da ocorrência de um evento, bem como o impacto que isso teria no portfólio. Realizar testes regulares de estresse em um portfólio pode ajudar os profissionais financeiros a se prepararem para diversos eventos de mercado, por exemplo, como reagir à inflação crescente ou ampliar os spreads de crédito.

Parabéns!
Você concluiu o curso de construção de portfólio com sucesso.
Parabéns! Você concluiu o curso de construção de portfólio