O que são investimentos alternativos?
Existem dois tipos principais. O primeiro tipo consiste em ativos privados como, por exemplo, participações privadas, crédito privado, infraestruturas e bens imobiliários privados. São mais complexos e menos frequentemente negociados do que as ações ou obrigações públicas e permitem aos investidores acederem a fontes adicionais de retorno. Os hedge funds, o segundo tipo, operam principalmente em mercados públicos, mas utilizam menos ferramentas tradicionais como, por exemplo, a venda a descoberto e a alavancagem.
Gelado de laranja e rosa

Os investimentos alternativos tornaram-se numa ferramenta essencial tanto para consultores como para investidores. O crescimento significativo dos ativos privados, em particular, está a tornar o investimento mais complexo.

Investimentos tradicionais vs investimentos alternativos

Apenas para fins ilustrativos e educacionais.

Fonte: BlackRock, 30 março de 2020

Quais são os diferentes tipos de investimentos alternativos?

Accordion-1
Accordion-2

Investimentos alternativos líquidos4

Investimentos que visam fornecer diversificação e proteção face a uma deterioração da situação, disponíveis através de veículos mais líquidos como, por exemplo, fundos mútuos, OICVM5, Caimão6 e ETF7.

  • Um fundo especulativo é definido como um veículo de investimento organizado de forma privada que utiliza a sua natureza menos regulamentada para gerar oportunidades de investimento substancialmente distintas das oportunidades oferecidas pelos veículos de investimento tradicionais, os quais estão sujeitos a regulamentações como as que restringem a sua utilização de derivados e alavancagem. As estratégias dos hedge funds centram-se no risco idiossincrático para gerar retornos absolutos, independentemente do ambiente de mercado.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

  • Embora as estratégias dos hedge funds possam ser meios eficazes de diversificação e otimização dos retornos, as estratégias podem ser muito diferentes umas das outras. Deter exposições diversificadas a múltiplas estratégias de hedge funds a longo prazo, ao mesmo tempo que se alocam dinamicamente a oportunidades a curto prazo que se podem apresentar em determinadas estratégias de hedge funds à medida que nos movemos através de ciclos e regimes de mercado.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

  • Abordagens discricionárias e sistemáticas que procuram gerar retornos absolutos positivos através de investimentos numa série de mercados de ações.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

  • Estratégias que procuram gerar retornos superiores ajustados ao risco, explorando um vasto espetro de eventos corporativos transformadores.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

  • As estratégias de valor relativo procuram explorar diferenças temporárias nos preços de títulos relacionados.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

  • Exposição discricionária, dinâmica, longa/curta, multiativos, numa estrutura de retorno absoluto de liquidez diária.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

  • Oferta de franquia longa/curta multiativos mundial Style Advantage que procura retornos atrativos, diversificados e ajustados ao risco com uma baixa correlação com os principais mercados de ações e obrigações.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

Investimentos alternativos ilíquidos

Investimentos que são negociados menos frequentemente e/ou com baixo volume, tornando mais difícil a observação de retornos. Devido às dificuldades de vender e valorizar investimentos ilíquidos, muitos investidores exigem um prémio de risco. Enquanto uns investidores podem evitar investimentos ilíquidos a todo o custo, outros aumentam especificamente a sua alocação a investimentos ilíquidos para ganhar este prémio de risco.

  • A categoria de ativos reais centra-se em investimentos em que os ativos subjacentes envolvem a propriedade direta de ativos não financeiros. Estes ativos também são conhecidos como ativos corpóreos que têm valor devido à sua substância e propriedades como, por exemplo, bens imobiliários e infraestruturas. Os bens imobiliários centram-se em terrenos e melhorias de fixação permanente como, por exemplo, os edifícios. As reivindicações de infraestruturas estão incluídas no rendimento de estradas com portagem, serviços públicos regulamentados, portos, aeroportos e outros ativos reais que são tradicionalmente detidos e controlados pelo setor público.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

  • As participações privadas referem-se a posições em capitais próprios e dívidas que, entre outras coisas, não são negociadas publicamente. Estes investimentos emergem principalmente do financiamento de novas empresas, conhecido como capital de risco, dos capitais próprios de aquisições alavancadas de empresas existentes, do financiamento mezanino de aquisições alavancadas ou outras empresas e da dívida em dificuldades resultante do declínio na saúde de empresas anteriormente saudáveis. Nos investimentos diretos em participações privadas, os gestores procuram acrescentar valor através de operações.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

  • Crédito ilíquido ou não principal que oferece um rendimento superior ao crédito tradicional de grau de investimento devido a iliquidez, solvabilidade ou complexidade. As alterações cíclicas e seculares nos mercados de crédito impulsionam as oportunidades de investimento. Os ativos de crédito privados podem proporcionar aos investidores benefícios de diversificação, melhoria do rendimento e oportunidades adicionais de mobilização de capital em relação a ativos públicos semelhantes.

    Fonte: BlackRock, 30 de março de 2020.

Defender uma nova era de investimentos alternativos

Há cada vez mais investidores a mudarem para investimentos alternativos para aumentar os retornos, gerar rendimentos, proporcionar diversificação a partir dos investimentos tradicionais e alcançar os seus objetivos. À medida que os investidores mudam para investimentos alternativos e que estes investimentos se tornam mais complexos, torna-se difícil realizá-los corretamente. Estamos a ajudar a fazer evoluir a indústria para superar esses desafios e a definir um novo tipo de parceria para os nossos clientes.

A BlackRock é a plataforma de investimentos alternativos de amanhã

A BlackRock pode olhar para além dos mercados públicos e investimentos tradicionais para encontrar soluções em bens imobiliários, infraestruturas, participações privadas, crédito, hedge funds e múltiplos investimentos alternativos. Procuramos proporcionar um desempenho superior com uma verdadeira parceria. A BlackRock está bem equipada para satisfazer as suas necessidades nesta viagem. Fornecemos-lhe:

Chave
Acesso a oportunidades de qualidade
Os nossos mais de 330 profissionais em investimentos alternativos* complementam as suas redes e os seus conhecimentos com dados de outros 2.000 investidores da BlackRock.*
Lupa
Maior transparência
Utilizamos a tecnologia mais avançada do setor. Controlamos diariamente 3.000 fatores de risco no Aladdin e seguimos 45.000 empresas de carteiras privadas na eFront.*
Tempo
Uma visão integrada
Podemos modelar completamente toda a carteira para garantir que tenha uma compreensão mais profunda de como os investimentos alternativos afetam o resto da sua carteira.
União
Uma nova norma de alinhamento
Mais de 1.000 profissionais* trabalham para entender as suas necessidades e desafios, proporcionando o melhor uso possível das competências, escala e tecnologia da BlackRock.

* Fonte: BlackRock

1A BlackRock não considerou a adequação deste investimento às suas necessidades individuais e à tolerância ao risco. Para garantir que entende se o nosso produto é adequado, leia o [Documento de Informação Fundamental/Prospeto].
2Os investimentos [do Fundo/da estratégia] podem ter pouca liquidez, o que faz frequentemente com que o valor destes investimentos seja menos previsível. Em casos extremos, [o Fundo/a estratégia] pode não conseguir realizar o investimento ao mais recente preço de mercado ou a um preço considerado justo.
3O beta, utilizado no modelo de equilíbrio de ativos financeiros (CAPM), é uma medida da volatilidade, ou do risco sistemático, de um título ou carteira, em comparação com o mercado como um todo.
4A referência a investimentos individuais mencionados na presente comunicação é apenas para fins ilustrativos e não deve ser interpretada como consultoria ou recomendação de investimento.
5Organismos de investimento coletivo em valores mobiliários.
6Um organismo de investimento coletivo domiciliado numa jurisdição offshore.
7Fundo de índice cotado.
8Abordagens discricionárias e sistemáticas que procuram gerar retornos absolutos positivos através de investimentos numa série de mercados de ações.
9A eFront é a nossa plataforma de dados de mercados privados.