Uma imagem aérea de um homem a correr com um casaco amarelo
VISÃO DE MERCADO 2.º SEMESTRE 2021

Para além da reativação

Continuamos favoráveis ao risco à medida que decorre a potentíssima reativação económica. O que está para além? Na nossa opinião, o cenário após a crise de 2008 não funcionará e a forma como um regime de maior inflação se irá desenrolar é fundamental.

Temas

01

O novo nominal

A potente reativação económica amplia-se com a Europa e outras grandes economias a alcançar os EUA. Esperamos um regime de maior inflação a médio prazo e uma resposta monetária mais moderada do que antes. Implicação tática: Sobreponderamos as ações europeias e obrigações indexadas à inflação. Reduzimos as acções dos EUA para uma posição neutra.

02

A China destaca-se

O crescimento na China abranda e a posição política é relativamente restrita. A repressão regulamentar sobre as empresas dominantes está a decorrer. São aspetos importantes dos esforços da China para melhorar a qualidade do crescimento. Implicação tática: Adotamos uma posição neutra nas ações chinesas e uma sobreponderação na dívida chinesa.

03

Rumo a Emissões Zero

Não há um roteiro para chegar às zero emissões e cremos que os mercados subvalorizam as alterações que se avizinham. O caminho não será fácil e cremos que isto crie oportunidades em todos os horizontes de investimento. Implicação tática: Sobreponderamos o setor tecnológico, pois cremos que o seu posicionamento para a transição verde seja melhor.

Paragraph-1
Paragraph-2,Advance Static Table-1,Paragraph-3,Advance Static Table-2
Image-1,Image-2

Uma conjuntura consequente

"A potentíssima reativação económica após o choque da COVID-19 está a decorrer. Continuamos favoráveis ao risco à medida que se amplia a reativação. A pergunta mais importante: O que está para além? Esta conjuntura pode ser tão crítica como a mudança para o consenso neoliberal na década de 1980. Na nossa opinião, o cenário após a crise financeira global (CFG) não funcionará, pois a histórica colaboração entre a política monetária e a política fiscal para superar a pandemia deverá resultar num regime de maior inflação. Isto significa que não esperamos outra década de mercado de ações e obrigações em alta.

Uma reativação não é uma recuperação tradicional do ciclo económico - apenas se pode voltar a acender as luzes uma vez, por assim dizer. Os incentivos orçamentais e a política monetária fácil permitiram atravessar a pandemia. Estimámos que os EUA beneficiaram de mais de quatro vezes os incentivos em comparação com a CFG para um choque inferior a um quarto. Observamos como consequência uma ampla gama de resultados macroeconómicos."

Regime de maior inflação

Devido aos novos paradigmas políticos, os bancos centrais tentam agora superar os objetivos de inflação para compensar os erros do passado. Consulte o gráfico abaixo. A área sombreada indica o nível de inflação que a Fed deveria deixar atingir para compensar os anteriores défices. Esta é uma mudança importante em relação ao consenso neoliberal adotado no início da década de 1980 que ajudou a conter a inflação e a iniciar um período de quatro décadas de queda da inflação e das taxas de juro. No entanto, os mercados ainda não assimilaram este discurso e apostam num levantamento mais rápido das taxas diretoras do que o que o novo quadro político e as projeções da Reserva Federal indicam. Este desajuste e a incerteza daí resultante poderão aumentar a volatilidade.

Esperamos um regime de maior inflação a médio prazo devido a uma resposta monetária mais moderada do que no passado. Acreditamos que qualquer aumento dos rendimentos das obrigações será motivado pela inflação e não por aumentos de política, o que torna o ambiente único a que chamámos o novo nominal construtivo para as ações.

Apenas a entrar na zona de inflação
Projeções médias da inflação da Fed face à compensação média, 2015-2023

O gráfico mostra quanto trabalho o banco central tem de fazer para atingir o seu novo objectivo de deixar a inflação correr acima do objectivo para compensar as carências do passado.

Fontes: BlackRock Investment Institute, com dados do U.S. Bureau of Economic Analysis e da Reserva Federal, junho de 2021.  Notas: O gráfico mostra o intervalo dos futuros níveis de inflação da despesa de consumo pessoal ao longo do horizonte da política da Fed, que fixámos em dois anos, que seriam necessários, em média, para compensar as perdas da inflação passada do objetivo de 2% da Fed. A perda é calculada como a média da inflação de base PCE real ao longo dos dois a cinco anos anteriores. As linhas vermelha e amarela mostram a média das previsões da Fed para a inflação anual da despesa de consumo pessoal de base no 4.º trimestre de 2021, 4.º trimestre de 2022 e 4.º trimestre de 2023 a partir do seu resumo trimestral de projeções económicas.

Manter-se moderadamente favoráveis ao risco

Somos moderadamente favoráveis ao risco e procuramos oportunidades a partir de qualquer turbulência para aumentar o risco: os rendimentos obrigacionistas reais negativos ou ajustados à inflação devem apoiar as ações. Vemos potencial para que as ações cíclicas e as regiões beneficiem de uma reativação geral. Assumimos uma posição positiva nas ações europeias, aumentamos as ações japonesas para uma posição neutra e reduzimos as ações norte-americanas para uma posição neutra. Ainda que os rendimentos se mantenham baixos, a tendência está em alta e continuamos subponderados nas obrigações do Estado dos mercados desenvolvidos.

Pela primeira vez, distinguimos os ativos chineses dos mercados emergentes como alocações táticas distintas. Acreditamos que a ênfase dada por Pequim a um crescimento de qualidade deve dar frutos, pelo que nos mantemos taticamente neutros em relação às ações chinesas, mas sobreponderados no plano estratégico.

O caminho para as zero emissões de carbono tem um ponto de partida e um destino potencial, mas ainda não existe um roteiro claro para lá chegar. Algumas das alterações que se avizinham podem ser abruptas e contribuir para perturbar a oferta e a procura de mercadorias. Vemos oportunidades pelo caminho, com o financiamento do mercado privado a desempenhar um papel fundamental.

Manter-se favoráveis ao risco

A reativação económica geral, associada à determinação dos bancos centrais mundiais em manter condições financeiras flexíveis, mantém-nos favoráveis ao risco. Privilegiamos as ações em detrimento do crédito e das obrigações do Estado, tanto num horizonte de investimento estratégico como tático.

Opiniões direcionais

Opiniões estratégicas (a longo prazo) e táticas (de 6 a 12 meses) sobre grandes classes de ativos, julho de 2021

Legend Granular

Nota: as opiniões são da perspetiva do dólar norte-americano em julho de 2021. Este material representa uma avaliação do contexto de mercado num momento específico e não se destina a ser uma previsão de eventos futuros ou uma garantia de resultados futuros. Esta informação não deve ser interpretada pelo leitor como constituindo uma investigação ou uma consultoria de investimento no que diz respeito a fundos, estratégias ou títulos em particular.

As nossas opiniões granulares indicam como pensamos que ativos individuais se irão comportar em comparação com amplas classes de ativos. Indicamos diferentes níveis de convicção.

Opiniões granulares táticas

Opiniões táticas de 6 a 12 meses sobre ativos selecionados face a grandes classes de ativos globais por nível de convicção, julho de 2021

Legend Granular

O desempenho passado não é um indicador fiável de resultados atuais ou futuros. Não é possível investir diretamente num índice. Nota: as opiniões são da perspetiva do dólar norte-americano. Este material representa uma avaliação do contexto de mercado num momento específico e não se destina a ser uma previsão ou uma garantia de resultados futuros. Esta informação não deve ser interpretada como constituindo uma consultoria de investimento no que diz respeito a fundos, estratégias ou títulos em particular.

Grande amplitude de resultados potenciais

Como é que o ambiente atual se compara com a recuperação após a crise financeira global? Na nossa opinião, estamos agora num caminho muito diferente. Os incentivos orçamentais históricos e a política monetária inovadora tornam improvável uma repetição do mercado em alta de 10 anos para as ações e obrigações. O nosso cenário de base: o novo nominal.

Este esquema mostra uma vasta gama de potenciais resultados económicos e financeiros como resultado do choque Covid-19. Por exemplo, poderíamos ver a instabilidade financeira, o novo nominal, o rugido dos anos 20, ou a política apertada demasiado tarde.

Fontes: BlackRock Investment Institute, julho de 2021. Notas: o esquema mostra resultados hipotéticos macroeconómicos e políticos agora comparados com os péssimos resultados após a crise financeira global. Estes são os nossos pontos de vista sobre as implicações para as ações e obrigações do Estado a partir de julho de 2021. Apenas para fins ilustrativos. Não existe qualquer garantia de que quaisquer previsões efetuadas venham a concretizar-se.

Viagem à net-zero

O caminho para as emissões líquidas de carbono tem um ponto de partida e um destino potencial, mas ainda não existe um mapa rodoviário claro para lá chegar. Algumas das mudanças que se avizinham podem ser abruptas. Vemos oportunidades ao longo do caminho, com o financiamento do mercado privado a desempenhar um papel fundamental.

O gráfico mostra uma abertura entre os preços à vista do cobre e do petróleo bruto, ao contrário do aumento próximo do locktep nos anos 2000 - e é por isso que uma mercadoria "super-ciclo" não é como veríamos agora.

Fontes: BlackRock Investment Institute, com dados do Refinitiv Datastream, julho de 2021. Nota: o gráfico mostra o preço à vista do cobre e do petróleo bruto Brent da London Metal Exchange (LME) com nova base em 100 no início de 2000.

Divulgação geral: Este material não se destina a ser utilizado como previsão, pesquisa ou aconselhamento de investimento, nem é uma recomendação, oferta ou solicitação para comprar ou vender quaisquer títulos ou para adotar qualquer estratégia de investimento. As opiniões expressas datam de maio de 2020 e podem mudar. As informações e opiniões são obtidas a partir de fontes exclusivas e não exclusivas consideradas pela BlackRock como fiáveis, não são necessariamente exaustivas e não são garantidas quanto à sua precisão. Por conseguinte, não é dada qualquer garantia de exatidão ou fiabilidade e nenhuma responsabilidade decorrente, de forma alguma, de erros e omissões (incluindo a responsabilidade para com qualquer pessoa por motivos de negligência) é aceite pela BlackRock, pelos seus funcionários, empregados ou agentes. Este material pode conter "informações prospetivas" que não são de natureza puramente histórica. Estas informações podem incluir, entre outras coisas, projeções e previsões. Não existe qualquer garantia de que quaisquer previsões efetuadas venham a concretizar-se. A confiança atribuída às informações contidas neste material fica ao critério exclusivo do leitor.

Nos EUA e no Canadá, este material destina-se a distribuição pública. Na EMEA, até 31 de dezembro de 2020, publicado pela BlackRock Investment Management (UK) Limited, autorizada e regulamentada pela Autoridade de Conduta Financeira. Sede social: 12 Throgmorton Avenue, London, EC2N 2DL. Tel.: +44 (0)20 7743 3000. Registada em Inglaterra e no País de Gales sob o n.º 2020394, publicou o presente documento para ser acedido apenas por Clientes Profissionais e nenhuma outra pessoa deve apoiar-se nas informações constantes do mesmo. Para a sua proteção, as chamadas telefónicas costumam ser gravadas. Consulte o website da Autoridade de Conduta Financeira para obter uma lista das atividades autorizadas realizadas pela BlackRock. A partir de 1 de janeiro de 2021, na eventualidade de o Reino Unido e a União Europeia não celebrarem um acordo que permita às empresas do Reino Unido oferecer e prestar serviços financeiros na União Europeia, o emitente deste material é: (i) a BlackRock Investment Management (UK) Limited para todos os locais fora da União Europeia e (ii) a BlackRock (Netherlands) B.V. para locais dentro da União Europeia, a BlackRock (Netherlands) B.V. está autorizada e é regulamentada pela Autoridade neerlandesa dos Mercados Financeiros. Sede social: Amstelplein 1, 1096 HA, Amsterdam - Tel.: 020-549 5200 - Tel.: 31-20-549-5200. Registo Comercial n.º 17068311 - Para a sua proteção, as chamadas telefónicas costumam ser gravadas. Na Suíça, para investidores qualificados na Suíça: Este documento é material promocional. Até 31 de dezembro de 2021, o presente documento será exclusivamente disponibilizado e dirigido a investidores qualificados, conforme definido na Lei suíça dos Organismos de Investimento Coletivo ("CISA"), de 23 de junho de 2006, conforme alterada. A partir de 1 de janeiro de 2022, o presente documento será exclusivamente disponibilizado e dirigido a investidores qualificados, conforme definido no Artigo 10 (3) da CISA de 23 de junho de 2006, conforme alterada, com a exclusão de investidores qualificados com uma opção de autoexclusão nos termos do artigo 5 (1) da Lei Federal Suíça sobre Serviços Financeiros ("FinSA"). Para obter informações sobre os artigos 8/9 da Lei sobre Serviços Financeiros ("FinSA") e sobre a segmentação dos seus clientes nos termos do artigo 4 da FinSA, consulte o seguinte website: www.blackrock.com/finsa. Para investidores em Israel: a BlackRock Investment Management (UK) Limited não está licenciada ao abrigo da regulamentação israelita 5755-1995 em matéria de conselho de investimento, comercialização de investimentos e gestão de carteiras ("Lei de Conselho"), nem fornece qualquer garantia em virtude da mesma. Na África do Sul, tenha em atenção que a BlackRock Investment Management (UK) Limited é um prestador de serviços financeiros autorizado junto do South African Financial Services Board, FSP n.º 43288. No Centro Financeiro Internacional do Dubai (DIFC), este material pode ser distribuído dentro e fora do Centro Financeiro Internacional do Dubai (DIFC) pela BlackRock Advisors (UK) Limited - Filial do Dubai, que é regulamentada pela Autoridade de Serviços Financeiros do Dubai (DFSA). Este material destina-se apenas a "Clientes Profissionais" e nenhuma outra pessoa deve valer-se das informações nele contidas.  A BlackRock Advisors (UK) Limited - Dubai Branch é uma empresa estrangeira reconhecida no DIFC registada no Registo Comercial do DIFC (número de registo DIFC 546), com sede em Unit 06/07, Level 1, Al Fattan Currency House, DIFC, PO Box 506661, Dubai, EAU, e regulamentada pela DFSA para exercer atividades regulamentadas de "aconselhamento em produtos financeiros" e "organização de operações de investimento" no ou a partir do DIFC, ambas limitadas a unidades de participação num fundo de investimento coletivo (número de referência DFSA F000738).   No Reino da Arábia Saudita, documento publicado no Reino da Arábia Saudita pela BlackRock Saudi Arabia (BSA), autorizada e regulamentada pela Autoridade do Mercado de Capitais (CMA), licença n.º 18-192-30. Registada ao abrigo das leis do Reino da Arábia Saudita. Sede social: 29th floor, Olaya Towers - Tower B, 3074 Prince Mohammed bin Abdulaziz St., Olaya District, Riyadh 12213 - 8022, KSA, Tel.: +966 11 838 3600. As informações aqui contidas destinam-se estritamente a Investidores Sofisticados, conforme definido nas Regulamentações de Implementação da CMA. Nem a CMA nem qualquer outra autoridade ou regulador localizado no Reino da Arábia Saudita aprovou esta informação. As informações aqui contidas não constituem nem devem ser interpretadas como qualquer oferta, convite ou proposta para fazer uma oferta, recomendação de solicitação, opinião ou orientação sobre um produto, serviço e/ou estratégia financeira. Qualquer distribuição, por qualquer meio, das informações aqui contidas e dos materiais relacionados a pessoas que não as acima referidas é estritamente proibida. Nos Emirados Árabes Unidos, este material destina-se apenas a Investidores Qualificados que sejam pessoas coletivas, conforme definido pela Decisão do Presidente da Autoridade de Valores Mobiliários (SCA) N.º 3/R.M. de 2017, relativa à Promoção e Introdução de Regulamentações. Nem a DFSA nem qualquer outra autoridade ou regulador localizado na região GCC ou MENA aprovou esta informação. No Estado do Kuwait, aquelas que se enquadram na descrição de Cliente Profissional, conforme definido na Lei do Mercado de Capitais do Kuwait e nos respetivos Estatutos Executivos.  No Sultanato de Omã, instituições sofisticadas com experiência de investimento em valores mobiliários locais e internacionais, que são financeiramente solventes e têm conhecimento dos riscos associados ao investimento em valores mobiliários.  No Catar, para distribuição junto de investidores institucionais pré-selecionados ou investidores com património líquido alto.  No Reino do Barém, empresas de investimento licenciadas como Categoria 1 ou 2 pelo Banco Central do Barém (CBB), bancos licenciados pelo CBB ou aquelas que se enquadrem na descrição de Investidor Especialista ou Investidores Credenciados, conforme definido no Manual do CBB. As informações contidas neste documento não constituem nem devem ser interpretadas como qualquer oferta, convite, incitação ou proposta para fazer uma oferta, recomendação de solicitação, opinião ou orientação sobre um produto, serviço e/ou estratégia financeira.  Em Singapura, este documento é publicado pela BlackRock (Singapore) Limited (registo comercial n.º 200010143N). Este anúncio ou publicação não foi revisto pela Autoridade Monetária de Singapura.  Em Hong Kong, este material é publicado pela BlackRock Asset Management North Asia Limited e não foi revisto pela Comissão de Valores Mobiliários e Futuros de Hong Kong. Na Coreia do Sul, este material é para distribuição aos Investidores Profissionais Qualificados (conforme definido na Lei do Mercado de Capitais e respetivos sub-regulamentos). Em Taiwan, operado independentemente pela BlackRock Investment Management (Taiwan) Limited. Endereço: 28F., No. 100, Songren Rd., Xinyi Dist., Taipei City 110, Taiwan. Tel.: (02)23261600. No Japão, é publicado pela BlackRock Japan. Co., Ltd. (Operador de Negócios de Instrumentos Financeiros: Gabinete Financeiro Regional de Kanto. Licença n.º 375, Associações: Associação de Conselheiros de Investimento do Japão, Associação de Fundos de Investimento, Japão, Associação de Comerciantes de Valores Mobiliários do Japão, Associação de Firmas de Instrumentos Financeiros de Tipo II). Apenas para investidores profissionais (a expressão "investidor profissional" está definida na Lei sobre os Instrumentos Financeiros e Divisas). Na Austrália, publicado pela BlackRock Investment Management (Australia) Limited ABN 13 006 165 975 AFSL 230 523 (BIMAL). O material fornece apenas informações gerais e não considera os seus objetivos individuais, situação financeira, necessidades ou circunstâncias. Na China, este material não pode ser distribuído a pessoas residentes na República Popular da China ("RPC", para esses fins, excluindo Hong Kong, Macau e Taiwan) ou entidades registadas na RPC, exceto se essas partes receberam todas as aprovações necessárias do governo da RPC para participar em qualquer investimento ou receber qualquer aviso de investimento ou serviços de gestão de investimentos. Para outros países APAC, este material é publicado apenas para investidores institucionais (ou investidores profissionais/sofisticados/qualificados, consoante o termo seja aplicado nas jurisdições locais). Na América Latina, para investidores institucionais e intermediários financeiros (não para distribuição pública). Nenhuma entidade regulamentar da América Latina confirmou a exatidão das informações aqui contidas. A prestação de serviços de gestão de investimento e consultoria de investimento é uma atividade regulamentada no México, pelo que está sujeita a regras estritas. Para obter mais informações sobre os Serviços de Consultoria de Investimento prestados pela BlackRock México, consulte o Guia de Serviços de Investimento disponível em A2.

As informações aqui fornecidas não constituem um conselho fiscal nem jurídico. Os investidores devem falar com o seu conselheiro fiscal para obterem informações específicas sobre a sua situação fiscal. O investimento envolve riscos, incluindo a possível perda do capital. O investimento internacional envolve riscos, incluindo riscos relacionados com a moeda estrangeira, liquidez limitada, menor regulamentação do governo e a possibilidade de volatilidade substancial devido a desenvolvimentos políticos, económicos adversos ou outros. Estes riscos são frequentemente intensificados para investimentos em mercados emergentes/em desenvolvimento ou em mercados de capitais menores.

©2021 BlackRock, Inc. Todos os direitos reservados. BlackRock é uma marca comercial registada da BlackRock, Inc. ou das suas subsidiárias nos Estados Unidos ou em qualquer outro lugar. Todas as outras marcas registadas pertencem aos seus respetivos proprietários.