Infraestrutura de construção

Ponto de viragem

Como a volatilidade e o desempenho em 2020 aceleraram a adoção institucional de ETFs de rendimento fixo

Em resumo

  • A volatilidade sem precedentes dos ativos financeiros em 2020 mostrou ao mundo que os ETFs de rendimento fixo fazem agora parte integrante dos mercados obrigacionistas eficientes.
  • Como resultado do forte desempenho dos ETFs de rendimento fixo durante condições difíceis, os proprietários e gestores de ativos aceleraram imediatamente a adoção.
  • No nosso livro branco, exploramos quatro estudos de caso que demonstram que as instituições estão a utilizar ETFs de rendimento fixo iShares para gerir carteiras.

Capital sujeito a risco. O valor e a rentabilidade dos investimentos tanto podem diminuir como aumentar, pelo que não podem beneficiar de qualquer garantia. Os investidores devem estar cientes de que podem não recuperar o valor originalmente investido.

Os maiores e mais negociados fundos de índices cotados (ETFs) de rendimento fixo desempenharam um papel crítico durante a extrema volatilidade dos ativos financeiros observada no primeiro semestre de 2020.

Em plena turbulência do mercado, os ETFs de rendimento fixo demonstraram que fazem agora parte integrante dos mercados fixos eficientes.

No seu maior teste até à data, os ETFs de rendimento fixo de referência proporcionaram grande liquidez, contínua transparência dos preços e custos de transação mais baixos do que os disponíveis em obrigações individuais. A capacidade de comprar e vender carteiras de obrigações detidas em ETFs ajudou os investidores a navegar por situações de extrema perturbação dos preços e a contornar um mercado legado que permanece fragmentado e relativamente difícil de acesso, incluindo para investidores institucionais. Em muitos casos, os investidores institucionais optaram por utilizar ETFs de rendimento fixo em vez de derivados de rendimento fixo.

Como resultado, os proprietários de ativos - incluindo fundos de pensões e companhias de seguros - e os gestores de ativos aceleraram imediatamente a adoção. Nos últimos meses, estes grandes investidores aumentaram a sua utilização de ETFs de rendimento fixo a grande escala, regularmente com posições de várias centenas de milhões de dólares, como substitutos de obrigações individuais e instrumentos de rendimento fixo.

O crescimento dos ativos dos ETFs de rendimento fixo ainda está nas fases iniciais, à medida que a adoção pelas instituições acelera. Os ativos mundiais dos ETFs de rendimento fixo representavam 1,3 bilião de dólares no final de junho de 2020 - crescimento de 30% em apenas um ano; ainda assim, os ETFs representam apenas cerca de 1% dos 100 biliões de dólares do mercado mundial de títulos de rendimento fixo.1

Graças às recentes tendências de adoção, a BlackRock acredita que os investidores institucionais contribuirão para impulsionar os ativos mundiais dos ETFs de rendimento fixo para 2 biliões de dólares até 2024.2

1BlackRock, Bloomberg (à data de 26 de junho de 2020). Os ativos mundiais de rendimento fixo eram de 1,322 bilião de dólares à data de 26 de junho de 2020; ultrapassaram 1 bilião de dólares pela primeira vez em junho de 2019.
2BlackRock, "Primed for Growth: Bond ETFs and the Path to $2 Trillion", junho de 2019.

Transfira o nosso livro branco sobre a adoção institucional de ETFs de rendimento fixo

Leia quatro estudos de caso que ilustram como os ETFs de rendimento fixo iShares podem ajudar as instituições a alcançar melhores resultados nas suas carteiras.

A nossa gama de ETFs de Obrigações

Explora a maior gama europeia de ETFs e fondos indexados de obrigações.

Explorar todos os ETFs obrigacionistas iShares