Fotografia de uma pessoa em frente de uma queda de água com as mãos no ar

VANTAGENS DO BOVA11: LIQUIDEZ, DIVERSIFICAÇÃO E CREDIBILIDADE

Diversificar a carteira é uma das principais recomendações para quem está investindo. Neste cenário, os ETFs podem ser um instrumento interessante tanto para profissionais quanto para iniciantes no mercado. Por meio deles, o investidor tem acesso a um ativo que pode ser negociado da mesma forma que uma ação e, ao mesmo tempo, permite acesso a uma cesta de ativos com gestão profissional.

O BOVA11 é o maior e mais líquido ETF do mercado brasileiro. Gerido pela BlackRock, ele acompanha o IBOVESPA, principal índice da bolsa de valores brasileira. Por meio dele é possível acessar uma carteira de mais de 70 ações de forma eficiente e com uma competitiva taxa de administração

Entre janeiro e maio deste ano, o número de investidores em ETFs subiu 149%1. Para investir em um ETF é importante avaliar taxa de administração, ações que compõem a carteira, liquidez e performance. Por combinar todos esses atributos, o BOVA11 é uma boa opção de investimento: só em maio de 2021, ele foi responsável por 51% do volume de ETFs negociados na B32.

BOVA11

O BOVA11 foi lançado em 2008 pela BlackRock, maior gestora de ativos do mundo, e é hoje o maior ETF de ações do Brasil, com R$ 14,36 bilhões em ativos sob gestão. Ele é versátil e se encaixa em diversas estratégias de investimento. Além disso, tem longo e consistente histórico de performance em linha com o Ibovespa; e conta com uma das taxas mais competitivas do mercado, de 0,10% ao ano.

Vantagens

O BOVA11 é um ETF que busca replicar o Índice Bovespa. Por meio dele, o investidor tem exposição às principais empresas listadas na B3.

  1. RENTABILIDADE

Com um portfólio que busca replicar o Ibovespa e que conta com gestão passiva, o BOVA11 oferece retornos alinhados à variação do índice. Desde 2008, a valorização do Ibovespa foi de 211%3.

Ainda existe a possibilidade da participação no mercado de aluguel de ativos, permitindo que o investidor empreste os papéis em troca de uma taxa.

  1. DIVERSIFICAÇÃO

Ao investir, é importante montar um portfólio diversificado, buscando amortizar riscos inerentes à concentração em poucos ativos. No entanto, montar uma carteira diversificada pode ser bastante trabalhoso, pois o investidor precisa analisar diversos ativos em detalhes, entender como eles se comportam na carteira e avaliar os custos envolvidos.

Investir em ETF pode ser um bom recurso para simplificar o processo como um todo. Usando o BOVA11, o investidor tem acesso a um portfólio que representa o mercado brasileiro de forma ampla e prática*.

  1. LIQUIDEZ

A liquidez demonstra a velocidade de transformar o ativo em dinheiro com menor custo de negociação. Para o investidor final, isso representa mais facilidade e agilidade na negociação, que tende a ter custos mais vantajosos.

O BOVA11 é um dos ativos mais negociados na B34, sendo utilizado tanto por investidores profissionais - como fundos de pensão e gestores de ativos - quanto por pessoas físicas. Com isso, os custos envolvidos na sua negociação são bastante reduzidos e os investidores podem usufruir de ferramentas como derivativos e mercado de aluguel.

Quotation start

“Para um investidor que busca um ETF, é importante levar em consideração não apenas a taxa de administração, mas também outros critérios, como liquidez, performance e o mercado de aluguel de ativos. Como maior ETF no mercado brasileiro, o BOVA11 apresenta uma combinação interessante de todos esses fatores, com a vantagem de ser gerido pela BlackRock.”

Quotation end
Daniel Lobo, especialista em ETFs para BlackRock Brasil