Skip to content
CONSTRUÇÃO DE PORTFÓLIO | MÓDULO 2

Benchmark e orçamento

Continue o curso de construção de portfólio com o módulo 2; ele descreve as duas primeiras etapas do processo de construção de portfólio: 1) Benchmark 2) Orçamento
3) Investimento e 4) Monitoramento.

O que é benchmark?
O benchmark envolve o estabelecimento um padrão como ponto de referência para avaliar o desempenho do portfólio; isso pode ajudar na comparação e avaliação da alocação dos ativos.
Setas

O benchmark deve ser a primeira etapa para a criação de um portfólio estável

Ao criar um portfólio de investimentos, comece pelo benchmark.

Ele serve como uma ferramenta que os profissionais financeiros podem usar para monitorar o progresso dos investimentos, projetar os retornos que seus clientes esperam no início de qualquer período e avaliar os retornos ao final de um determinado período.

Todos os investidores devem usar o recurso de benchmark para gerenciar os portfólios com frequência e no início
do processo

No entanto, os profissionais financeiros tendem a negligenciar o benchmark durante a criação ou em caso de alterações de um portfólio e costumam usá-lo apenas ao final do processo de alocação de ativos para avaliar o desempenho do portfólio.* Usar o benchmark ao final do processo significa perder as oportunidades de mudança e otimização do portfólio durante todo o processo.

3 ações para começar

Bolha monetária
Comece com uma estratégia ampla

Comece considerando os investimentos de uma perspectiva mais ampla, ao avaliar ações em comparação aos títulos.
Lista de verificação 3D
Em seguida, filtre produtos específicos e prazos
Em relação a quais ativos ou classes de ativos o desempenho desse portfólio deve ser avaliado?
Ampulheta
Por fim, defina o cronograma

Qual o período apropriado? Os próximos cinco anos? O próximo ciclo de mercado completo? O horizonte de investimento total?

Escolha o benchmark ideal

Há diferentes tipos de benchmarks que ajudam a avaliar o sucesso e podem ser selecionados com base na abordagem do investimento.

Diferentes tipos de benchmarks
O que envolve o orçamento?
A fase de orçamento requer a compreensão de como gerenciar dois tipos de orçamentos (custo e risco). Antes de investir, todos os profissionais financeiros devem definir um orçamento em diversas camadas.
Calculadora

Tipos de orçamento

Etiqueta de redução de custos
Orçamento de custo
Minimize o custo das taxas e dos impostos para maximizar o valor do portfólio.
Avaliação de riscos
Orçamento de risco
Defina o nível de risco com base nos objetivos discutidos durante a fase de benchmark. Considere até que ponto o cliente está disposto a aceitar riscos.

Reduza os custos combinando estratégias de índices, fatores e busca por alfa

Combinar fontes complementares de retorno e alinhar estratégias de fatores às estratégias de índices e busca por alfa (ou ativa) é uma maneira de reduzir custos e ajudar a melhorar os resultados do investimento. Veja as diferenças entre as estratégias.

Estratégias de índice

Estratégias de fator

Estratégias de busca por alfa

Buscam fornecer uma exposição de mercado diversificada e de baixo custo e podem servir como âncora para as principais exposições do portfólio. Buscam fornecer retornos incrementais segmentando fontes de retorno historicamente amplas e persistentes, por exemplo, valor, momentum e qualidade. Buscam oferecer retornos incrementais ao segmentar insights exclusivos e de difícil acesso.
Não há retornos excedentes, exceto por meio de timing de mercado bem-sucedido. Retornos excessivos potencialmente significativos. Retornos excedentes potencialmente significativos e diferenciados dos retornos de fator.
As taxas mais baixas Taxas baixas a moderadas Taxas moderadas a altas

Estratégias de índice

Buscam fornecer uma exposição de mercado diversificada e de baixo custo e podem servir como âncora para as principais exposições do portfólio.
Não há retornos excedentes, exceto por meio de timing de mercado bem-sucedido.
As taxas mais baixas

Estratégias de fator

Buscam fornecer retornos incrementais segmentando fontes de retorno historicamente amplas e persistentes, por exemplo, valor, momentum e qualidade.
Retornos excessivos potencialmente significativos.
Taxas baixas a moderadas

Estratégias de busca por alfa

Buscam oferecer retornos incrementais ao segmentar insights exclusivos e de difícil acesso.
Retornos excedentes potencialmente significativos e diferenciados dos retornos de fator.
Taxas moderadas a altas
Combinação das estratégias de índice, fator e busca de alfa
Chart Text Box

Apenas para fins ilustrativos

Estratégias de índices podem servir como uma âncora bem diversificada e de baixo custo para os portfólios.

Considere uma abordagem mais voltada aos fatores para clientes que buscam retornos diferenciados a um custo menor.

Considere uma abordagem mais voltada à busca de alfa para clientes que buscam retornos ajustados a riscos mais elevados ou portfólios de mais oportunidades.

Estratégias de índices podem servir como uma âncora bem diversificada e de baixo custo para os portfólios.

Considere uma abordagem mais voltada aos fatores para clientes que buscam retornos diferenciados a um custo menor.

Considere uma abordagem mais voltada à busca de alfa para clientes que buscam retornos ajustados a riscos mais elevados ou portfólios de mais oportunidades.

Pense de modo inovador

Os profissionais financeiros que estabelecem um benchmark e o consultam regularmente fornecem aos seus clientes a transparência sobre o sucesso do alcance dos objetivos ou identificam pontos que precisam ser alterados. Além disso, criar um orçamento e explorar a melhor forma de combinar diferentes estratégias de investimento para minimizar os custos pode otimizar o valor do portfólio.

Concluímos aqui o segundo módulo do curso de construção de portfólio. Para continuar o curso, leia o próximo módulo que aborda as duas últimas etapas do processo de construção de portfólio.