Skip to content
CONSTRUÇÃO DE PORTFÓLIO | MÓDULO 3

Investimento e monitoramento

Continue o curso de construção de portfólio com o módulo 3; ele descreve as duas últimas etapas do processo de construção de portfólio: 1) Benchmark 2) Orçamento
3) Investimento e 4) Monitoramento.

Antes de investir …
Comece determinando o objetivo do investimento e lembre-se dele ao avaliar os produtos nos quais investir. Em seguida, defina um processo de diligência devida considerando dados, como exposição, risco, custo e desempenho.
Montanhas

3 ações antes de escolher um fundo

Guarda-chuva
Lembre-se do objetivo

Quais componentes ajudarão a atender cada uma das necessidades no portfólio?
Peças de quebra-cabeça
Questione o processo de diligência

Há um processo imparcial e completo para avaliação de veículos de investimentos, por exemplo, fundos ativos e fundos de índice (ETF, pela sigla em inglês)?
Lupa e régua
Determine o impacto em um retorno ajustado aos riscos
O objetivo do fundo é aumentar o nível do retorno ajustado ao risco ao aprimorar o retorno ou reduzir o risco? Se a resposta for não, ele não deve entrar no portfólio.
A última etapa do processo é monitorar o desempenho do portfólio
No entanto, essa é a etapa mais importante durante o processo de construção de portfólio. É importante avaliar a estratégia de investimento regularmente (todo mês ou todo trimestre) para verificar se são necessários ajustes.
Velocidade

Quando considerar reajustar
a abordagem

Alvo
Objetivos
Os objetivos do cliente mudaram.
Barbatana de tubarão
Risco
Há um risco não intencional no portfólio.
Olho
Perspectiva
As perspectivas do profissional financeiro sobre o mercado ou dos gestores dos fundos mudaram.

Estabeleça um processo de revisão formal para avaliar os itens
descritos acima

Estabeleça um processo de revisão do investimento.

Isso ajudará a avaliar alterações e a acompanhar os componentes subjacentes do portfólio. Após a definição de um processo, ele deverá receber um cronograma para monitoramento e execução das atualizações necessárias/desejadas no portfólio. Se uma alteração afetar ou puder afetar negativamente os investimentos do portfólio, convém rebalanceá-lo.

O que é rebalanceamento?
Rebalanceamento é o processo de mudança das ponderações de ativos em um portfólio.
Balança

Benefícios do rebalanceamento

Verifique se as alterações no portfólio são intencionais.

O rebalanceamento ajuda a garantir que todas as alterações na alocação de ativos do portfólio sejam intencionais. Com o rebalanceamento, o profissional financeiro tem um papel ativo em assumir riscos que correspondam ao apetite de risco dos clientes em vez de permitir que o mercado faça alterações não intencionais na alocação de ativos de um portfólio.

Por exemplo, sem um monitoramento adequado, um portfólio com 60% de ações e 40% em títulos poderia mudar para uma alocação de 70% a 30%, com base nos movimentos do mercado. Para determinadas exposições, isso resultaria em uma alocação insuficiente ou excessiva. Os profissionais financeiros que realizam o rebalanceamento de portfólios dos clientes podem acompanhar melhor os objetivos originais definidos no processo de planejamento.

Existe alguma desvantagem ao realizar
o rebalanceamento?

Considere as desvantagens do rebalanceamento.

Embora o rebalanceamento ofereça benefícios claros a longo prazo, os profissionais finacneiros lidam com as inseguranças dos clientes devido às desvantagens de curto prazo. 

Um rebalanceamento anual ou semestral pode parecer prejudicial à produtividade, já que envolve duas etapas que, normalmente, são evitadas:

One
Vender fundos de alto desempenho e comprar de menor
Two
Gerar negociações que aumentam os impostos pagos

No entanto, há bons motivos para ambos.

Abordagem da etapa 1: Por que os investidores nem sempre devem manter ou comprar mais de um fundo cujo desempenho subiu?

Relâmpago
Nenhuma garantia de retornos futuros
A venda de fundos de alto desempenho pode parecer estranha, mas é importante lembrar que o desempenho do passado não garante resultados futuros.
Aumento
É difícil prever os retornos

Os retornos são muito difíceis de prever. No entanto, riscos e correlações aumentam a diversificação e tendem a ser mais consistentes e previsíveis.

A abordagem da etapa 2: Embora os investidores possam ser resistentes ao pagamento de impostos, eles são ainda mais resistentes à perda de dinheiro

No exemplo fictício abaixo: um portfólio com 60% de ações e 40% em títulos que começou com um investimento de $ 100.000 e nunca foi rebalanceado. Nos primeiros cinco anos de investimento, o valor do portfólio teria aumentado em 90%. Além disso, ele valeria $ 11.000 a mais do que o mesmo portfólio inicial que foi rebalanceado anualmente (excluindo impostos e custos de negociação). A princípio, parece algo bom.

Portfólio iniciado a 60/40 em 1º de janeiro de 2003

Rebalanceamento anual

Sem rebalanceamento

Valor final em dólar em 31 de dezembro de 2017 $335.613 $330.522
Retorno anualizado 8,4% 8,3%
Volatilidade (desvio padrão anualizado) 11,3% 13,4%

Portfolio started as a 60/40 on Jan 1, 2003

Valor final em dólar em 31 de dezembro de 2017
Retorno anualizado
Volatilidade (desvio padrão anualizado)

Rebalanceamento anual

$335.613
8,4%
11,3%

No Rebalancing

$330.522
8,3%
13,4%

Fonte: BlackRock, The Rebalancing Act, 2018.

No entanto, com a desaceleração do mercado em 2008, o portfólio não rebalanceado teria perdido $ 58.000 em comparação com $ 42.000 do portfólio rebalanceado. Foram necessários cinco anos para o portfólio não rebalanceado alcançar a liderança, e apenas um ano para perdê-la. Além disso, nove anos depois, o portfólio não rebalanceado continuou com baixo desempenho. Por fim, os portfólios rebalanceados podem ajudar a oferecer uma experiência superior de investimento a longo prazo.

O rebalanceamento anual pode gerar um retorno melhor a longo prazo

 

Fonte: BlackRock, Morningstar.

Pense de modo inovador

Os profissionais financeiros que são proativos no estabelecimento de processos de diligência devida antes do investimento, no monitoramento do portfólio após o investimento e na consideração de ajustes no portfólio (como rebalanceamento), desempenham um papel fundamental ao ajudar seus clientes a alcançarem suas metas.

Concluímos aqui o terceiro módulo do curso de construção de portfólio. Para continuar o curso, leia o próximo módulo que discute como reconsiderar o risco no processo de investimento.