AÇÕES DE INVESTIMENTO

Estudos de caso de aplicação de fatores na criação de portfólio

24 out 2017
por Andrew Ang, Bob Bass, Sara Shores

Ao incorporar ideias de fator em suas alocações de ativos, acreditamos que os investidores podem construir portfólios mais bem diversificados, que podem ajudá-los a alcançar objetivos específicos.

Um dos principais objetivos do processo de alocação de ativos é construir portfólios bem diversificados que sejam criados para lidar com metas de risco e retorno em uma variedade de ambientes macroeconômicos e de mercado.

Infelizmente, portfólios que parecem diversificados da perspectiva de uma classe de ativo podem não ser tão diversificados como os investidores acreditam, já que seu risco costuma se concentrar em um ou mais fatores macro.

Para ajudar a diversificar suas exposições aos fatores, os investidores precisam entender quais fatores têm, quais fatores querem ter e como ajustar os portfólios a essas linhas de fatores.

Para analisar uma alocação de ativos através da lente de fatores, precisamos de uma forma perfeita para fazer a tradução entre ativos e fatores. Apesar de análises como essas utilizarem centenas de milhares de pontos de dados, ferramentas e modelos de última geração podem fazer isso em questão de segundos.

Incorporar ideias de fator macro em processos de alocação de ativos pode proporcionar uma maneira de construir um portfólio diversificado a partir do zero ou ajustar portfólios existentes. O acréscimo de uma exposição direcionada a fatores de estilo pode apresentar uma possível fonte adicional de retorno.

Faça o download