Skip to content
FUNDOS DE ÍNDICE | MÓDULO 1

EXPLICANDO OS ETFS

Inicie o curso de ETFs (Fundos de índice) conhecendo os conceitos básicos de ETFs, incluindo as vantagens e os riscos.

O QUE É UM ETF?
Um ETF é um fundo cujas cotas são negociadas na bolsa de valores. Os ETFs são uma maneira diversificada e de baixo custo para investimento.
Insight sobre o que são ETFs

UM ETF É COMO UM “TIME”

Um ETF é como um time de basquete

Pense em um time de basquete, composto por jogadores-chave como armador, ala-armadorpivô, ala e ala-pivô. Juntos, eles podem diversificar seus pontos fortes para vencer o jogo. Da mesma forma, um ETF é como um “time” composto de “jogadores” diversificados, como ações, títulos e commodities que contrasta com o “objetivo” de corresponder seu desempenho a um índice, como o Ibovespa. Ao fazer isso, ele pode potencialmente fornecer retornos mais previsíveis do que outras opções de investimento.

EXPLORE AS VANTAGENS

1) ETFs diversificam portfólios de investimentos e reduzem riscos

Ao incorporar ETFs em uma estratégia de investimento, os investidores podem se beneficiar da diversificação instantânea. Os ETFs oferecem maior diversidade do que simplesmente comprar ações individuais, porque agrupam ativos diferentes, de acordo com a constituição do índice. Os profissionais financeiros podem ajudar os investidores a reduzir o risco em seus portfólios e aumentar seus retornos potenciais, diversificando seus investimentos com o uso de ETFs.

Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

2) ETFs desmistificam o investimento

Isso nem sempre é o caso para outros tipos de investimentos.

3) ETFs oferecem maior acesso a diferentes mercados

No mundo, os ETFs dão acesso a mercados em todo o mundo, variando de países específicos a uma classe de ativos como títulos globais, e até commodities, como o ouro. Investir em mercados de difícil acesso, como mercados emergentes, torna-se muito mais simples ao investir em ETFs.

No Brasil, os ETFs iShares estão somente disponiveis ao mercado de ações.

4) ETFs são fáceis de negociar

Parte das vantagens dos ETFs está na liquidez, que oferece a flexibilidade de transformar um investimento em dinheiro rapidamente, sem perda de valor. Na maioria dos casos, os fundos mútuos só podem ser comprados ou vendidos uma vez ao dia, a um preço estabelecido no fechamento do mercado.  No entanto, os ETFs atuam de maneira semelhante às ações, que podem ser compradas ou vendidas a qualquer momento durante o horário de mercado.

Uma dúvida comum dos investidores é: “Os ETFs são mais voláteis porque são negociados ao longo do dia?” A resposta é simples: não, as mudanças de preço não tornam o investimento mais volátil, apenas mais visível.

Como os ETFs têm a mesma flexibilidade de negociação que as ações, os operadores de curto prazo podem usá-los para entrar e sair rapidamente de uma posição. Mas os ETFs também são uma maneira econômica de criar um portfólio a longo prazo.

5) Um grande atrativo dos ETFs é o resultado final, reduzindo custos

As taxas de administração para a maioria dos ETFs tendem a ser mais baixas do que os fundos mútuos, o que significa que mais dinheiro pode ser investido em um retorno potencial. No mundo, os ETFs iShares geralmente possuem menor taxa de despesa líquida do que a  maioria dos fundos mútuos.1 O impacto dessas economias de custo pode ser significativo, principalmente ao longo do tempo ou quando os retornos do mercado são baixos.

ETFs são:

ETFs têm um terço do preço do fundo mútuo ativo médio
do preço do fundo mútuo ativo médio2

CONSIDERE OS RISCOS

Todo investimento tem risco. O risco afeta o valor do investimento. Mais risco pode ter mais recompensa e menos certeza de resultado. Profissionais financeiros devem informar seus clientes para que estejam cientes e confortáveis com os riscos.

Diferentes tipos de riscos

Risco de capital
Risco de capital
Todos os investimentos envolvem um elemento de risco. O valor do investimento e a receita dele variam e o valor do investimento inicial não pode ser garantido.
Risco fiscal
Risco fiscal
Os impostos impactarão os retornos. É importante entender quanto os retornos do ETF podem ser tributados.
Risco cambial
Risco cambial
Os ETFs podem apresentar risco cambial. Os ETFs internacionais são cotados em moedas locais, portanto, alterações na taxa de câmbio afetarão o valor de um investimento.

Risco de liquidez

A baixa liquidez de um ETF pode levar a custos de negociação mais altos ou dificuldade em comprar ou vender o ETF.

Para avaliar a liquidez, considere:
Considere a diferença entre preço de compra e de venda do ETF
Bid / ask spreads
Essa é a diferença entre o preço de compra e venda do ETF. Em geral, quanto menor o spread, mais liquidez tem o ETF.
Quanto maior o volume, mais liquidez tem o ETF
Volume médio de negociação
Em geral, quanto maior o volume, mais liquidez tem o ETF.
Considere se o ETF está negociando perto do seu NAV
Se o ETF está negociando perto de seu NAV (cota)
Essa é uma indicação do valor justo de cada ação do ETF. Quanto mais próximo do valor patrimonial líquido, mais liquidez terá o ETF.

REDUZINDO O RISCO

O risco não pode ser eliminado, mas pode ser reduzido

O risco não pode ser eliminado, mas pode ser reduzido. A diversificação é uma forma de se fazer isso, alocando investimentos em diferentes setores, geografias e classes de ativos. Se um deles não tiver bom desempenho, outros investimentos podem equilibrar perdas. Ao criar um portfólio, é importante considerar o impacto do risco.

PENSE DE MODO INOVADOR

ETFs podem ter muitos benefícios, como simplicidade, custo, transparência, diversificação e flexibilidade. Considere os ETFs para ter o melhor dos fundos mútuos e ações individuais.

 

Com isso concluimos o primeiro módulo do curso de ETFs. Leia o próximo módulo, que compara ETFs com outras opções de investimento, para continuar o curso.

 

Inscreva-se para receber as
Perspectivas da BlackRock

Investidor profissional
Faço a gestão de portfólios profissionalmente em nome de investidores individuais e presto serviços de consultoria financeira. Exemplos de investidores profissionais são consultores financeiros, private bankers e outros.

Investidor institucional
Faço a gestão de portfólios profissionalmente em nome de instituições como fundos de pensão, fundos soberanos, seguradoras e outras.

Investidor individual
Compro e vendo investimentos para minha carteira pessoal e não para outra empresa ou organização. Não sou investidor profissional nem investidor institucional.