Comparar ETFs com Fundos de investimento

Os Exchange traded funds (ETFs) combinam características de fundos de investimento e acções. Embora os ETFs partilhem algumas características com os fundos de investimento, há algumas diferenças estruturais chave que podem afectar a exposição do seu investimento e as consequências fiscais.

Estratégia

Todos os fundos compram e vendem investimentos activamente a fim de atingir os seus objectivos. Tanto os fundos “activos” como “passivos” têm gestores responsáveis pelas escolhas de investimento.

 

ETF de índices e Fundos de investimento de índicesFundos de investimento activos
Os fundos de investimento de índice e a maioria dos ETFs são geridos de forma passiva. Os fundos de índice procuram corresponder o desempenho do fundo a um índice de mercado específico antes de comissões e despesas. Os fundos de investimento activos procuram superar o desempenho dos índices de mercado. Os gestores de fundos usam o seu próprio parecer e experiência para tomar decisões de investimento.
A referência de índice do fundo é um padrão face ao qual o desempenho do fundo é medido. Pode utilizar-se entre dezenas de índices como o S&P 500 ou o EURO STOXX 50. Os fundos de investimento têm de fornecer um objectivo do fundo e um mapa para um estilo de investimento ou “estratégia de investimento”, embora os gestores de fundos activos tenham, de modo geral, uma maior latitude para escolher investimentos do que os gestores de fundos de índice têm.

 

Transaccionar

Uma diferença entre os ETFs e os fundos de investimento está na forma como o fundo propriamente dito é transaccionado.

Os fundos de investimento são comprados e vendidos directamente pela sociedade do fundo de investimento ao preço de fecho do dia, o VAL (Valor do Activo Líquido) calculado para o fundo no final do dia. Os ETFs são transaccionados ao longo do dia, a preços de mercado correntes, como uma acção e podem custar mais ou menos do que o VAL.

As transacções de fundo de investimento não incluem comissões a uma corretora, enquanto algumas transacções ETFs incluem.

Comissões

Em todos os fundos, existem dois tipos de comissões a vigiar: as comissões de transacção e as comissões incluídas no rácio de despesas do fundo.

Nos fundos de investimento, as comissões de transacção podem incluir comissões de vendas (ou encargos de vendas) ou comissões de resgate. Estas são pagas directamente pelos investidores.

As transacções de ETFs podem incluir as comissões de corretagem, que são pagas directamente pelos investidores.

O rácio de despesa representa os custos operacionais de um fundo divididos pelo valor médio do dólar sob gestão conforme no final do exercício fiscal do fundo. O rácio de despesa é calculado anualmente e reportado no prospecto do fundo. A parte maior e mais variável dos custos operacionais é normalmente a comissão paga aos gestores do fundo—a “comissão de gestão”.

Os custos operacionais também podem incluir serviços de custódia, manutenção de registos, despesas legais, comissões de fundo adquirido e despesas (se o fundo investe noutros fundos), comissões de contabilidade e auditoria. As despesas operacionais são retiradas do próprio fundo e, portanto, reduzem o retorno aos investidores.

Visto que as comissões variam tanto entre fundos, os investidores devem dedicar tempo a compreender todas as comissões associadas a um fundo que poderão comprar.

Implicações fiscais

Actualmente, quase todos os ETFs são fundos de índice, por isso, tal como os fundos de investimento de índice, eles normalmente transaccionam menos do que os fundos geridos mais activamente e devem gerar menos mais-valias tributáveis.

Uma diferença fundamental entre ETFs e fundos de investimento (activo e de índice) é que os investidores compram e vendem acções ETFs com outros investidores na bolsa. Deste modo, o gestor do ETFs não tem que vender participações − potencialmente desencadeando mais-valias − para satisfazer os resgates dos investidores. Os titulares de acções do fundo de investimento resgatam acções directamente a partir do fundo. O gestor do fundo tem de vender títulos do fundo para honrar os resgates, potencialmente desencadeando mais-valias que afectam todos os accionistas do fundo.

Obviamente, os accionistas do ETFs podem incorrer em consequências fiscais quando vendem acções na bolsa, mas essa consequência fiscal não é transmitida para outros accionistas do ETFs.

Transparência

Transparência é o acesso a informações sobre quais as acções e/ou obrigações que um fundo detém—o lote de empresas que acede quando compra uma participação do fundo.

  • ETFs: Geralmente divulga as participações diariamente.
  • Fundos de investimento: Geralmente divulga as participações trimestralmente.

Saber exactamente aquilo em que está a investir é informação importante de que precisa para tomar decisões financeiras.

No caso de você não sabia

 

ExposiçãoÍndice de referência
O valor em dólares de fundos ou de percentagem de uma carteira investida em um tipo de segurança, setor de mercado ou indústria. Quanto maior a exposição, maior o risco. Um padrão contra o qual o desempenho é medido. Um dos muitos índices como o S & P 500 ou o Russell 2000 são utilizados para aferir o desempenho dos fundos.