Pesquisa ETF da Greenwich Associates

Descubra porque as instituições na Europa e em todo o mundo estão a virar-se para os ETF para resolver os desafios de investimento em todas as classes de ativos.

Capital em risco. Todos os investimentos financeiros envolvem um elemento de risco. Por conseguinte, o valor do investimento e o rendimento do mesmo poderão variar e o investimento inicial não pode ser garantido.

Nova edição de Instituições europeias de estudo da Greenwich Associates exploram novas classes de ativos com ETF

Instituições europeias que participam na 4ª Pesquisa anual EMEA da Greenwich Associate estão a preparar as suas carteiras para o rendimento da volatilidade e a mudança para um ambiente de taxas de juros crescentes enquanto continuam a implementação da MiFID II e outras novas regulamentações.

Principais conclusões

  1. À medida que as instituições criam e implementam estratégias para enfrentar estes desafios, estão a fazer um uso maior dos ETF. A média de alocações de ETF entre os participantes do estudo aumentou para 10,3% do total de ativos em 2017, de apenas 7,7% em 2016.
  2. Investimentos em ETFs não ponderados por capitalização de mercado/smart beta estão a crescer firmemente em carteiras institucionais. A participação dos participantes do estudo que investem nestes fundos aumentou 10 pontos percentuais em apenas dois anos, para 31%
  3. A versatilidade dos ETF está a impulsionar a expansão da sua aplicação em carteiras de investimentos. Os ETF estão a ser considerados juntamente com ações individuais e obrigações e derivativos para uso numa ampla variedade de estratégias de investimento ativo e passivo.

Transferir estudo europeu

Explorar estudos globais

Este material não se destina a ser um fundamento para uma previsão, pesquisa ou aconselhamento sobre investimentos e não é uma recomendação, oferta ou solicitação para comprar ou vender qualquer instrumento financeiro ou produto ou adotar qualquer estratégia de investimento.