O RELATÓRIO GLOBAL DE SEGUROS BLACKROCK 2018

Procurando melhores rendimentos

29 nov 2018
por BlackRock

Agora na sua sétima edição, o Relatório Global de Seguros BlackRock 2018 resume as principais descobertas obtidas por meio de levantamento de 372 executivos seniores da indústria de seguros e resseguros em 27 países. As conclusões do levantamento realizado em nosso nome pela Economist Intelligence Unit, durante o período de julho a agosto de 2018, são complementadas por opiniões de 12 entrevistas detalhadas com importantes investidores de seguros. Além de avaliar as tendências do sentimento do investidor e as perspetivas para a estratégia de investimento, o relatório explora como as seguradoras têm cada vez mais em conta as considerações ambientais, sociais e de governança (ESG).

Opiniões chave

As seguradoras em todo o mundo veem o aumento do rendimento do investimento como uma ferramenta fundamental para aumentar a rentabilidade geral dos negócios. Identificada pela primeira vez no ano passado, esta tendência é agora acompanhada de uma mudança marcante na disposição das seguradoras em assumir riscos. Dado o tamanho das carteiras de investimento das seguradoras a nível global, esta é uma mudança importante que afetará os mercados em todo o lado.

Apetite crescente pela exposição ao risco
Quase das seguradoras sondadas tencionam aumentar a exposição ao risco das carteiras nos próximos um a dois anos, e isto em praticamente todas as classes de ativos, com os mercados privados a serem cada vez mais vistos como dominantes.

Na Europa, 51% dos investidores querem aumentar a sua exposição ao risco, enquanto apenas 7% querem manter-se como estão.

Menor preocupação com os riscos macro e de mercado
Este ano, os desenvolvimentos geopolíticos e as alterações nas regulamentações diminuíram com as seguradoras a considerarem uma gama mais ampla de fatores, com preocupações sobre o risco ambiental a aumentarem mais.

Na Europa, 33% das seguradoras veem o risco geopolítico como o risco macro mais grave, seguido pelos riscos ambientais (30%); enquanto o risco de taxa de juros era a sua maior preocupação com um 56% (abaixo dos 80% em 2017).

Maior importância de ESG
Os resultados do levantamento destacam a rapidez com que ESG está a subir na lista de prioridades das seguradoras - por exemplo, 83% consideram a política de investimentos ESG muito ou extremamente importante. Exploramos esta questão detalhadamente no nosso relatório.

91% das seguradoras europeias afirmam que uma política de investimentos em ESG é importante e 58% já adotaram uma política de investimentos em ESG.

Procura contínua pela eficiência do investimento
Consideramos um esforço contínuo em direção a uma maior eficiência do investimento, particularmente em relação aos ativos do mercado privado. As seguradoras estão também preocupadas em otimizar as suas carteiras globais.

A principal razão para as seguradoras europeias subcontratarem os seus investimentos é a falta de experiência interna (72%).

Transfira as descobertas

Fonte: A sétima edição do BlackRock Global Insurance Report resume os resultados da pesquisa on-line e por telefone realizada pela Economist Intelligence Unit em nosso nome entre julho e agosto de 2018. Ela reflete as respostas de 372 executivos seniores da indústria de seguros e resseguros em 27 paises, representando USD $7,8 trilhões em ativos sob administração, com alta representação da Ásia-Pacífico, EMEA, América Latina e América do Norte. Essas respostas foram complementadas com insights obtidos por meio de entrevistas telefônicas detalhadas com 12 executivos seniores do setor.