PERSPETIVAS DOS FATORES

Perspetivas dos fatores T3

03 ago 2018
por BlackRock

Perspetivas dos fatores analisam o desempenho do trimestre passado para cinco fatores de estilo de ações e sintetizam as nossas visões sobre os fatores para o próximo trimestre. Versões das perspetivas apresentam-se disponíveis com visões sobre os fatores de estilo americanos e globais.

Os fatores são fatores de rendimento amplos e persistentes. O investimento em fatores visa estilos de investimento intuitivos e procura tirar partido das informações económicas, da diversificação e da execução eficiente.

Como os principais fatores de estilo de ações, a qualidade refere-se a empresas financeiramente saudáveis, o momentum indica ações com fortes tendências de desempenho, o valor refere-se a ações baratas em relação às suas variáveis fundamentais, a dimensão indica empresas pequenas de crescimento elevado e a volatilidade mínima identifica as ações historicamente estáveis e de baixo risco.

Uma vez que estes fatores são impulsionados por diferentes motivos económicos, estes tendem a superar o desempenho em momentos diferentes. Esta ciclicidade apresenta uma oportunidade para inclinar carteiras na direção de alguns fatores e afastar de outros na procura de rendimentos incrementais.

Inclinação de fatores não sincronizada

A nossa filosofia propõe complementar uma carteira principal que é diversificada em múltiplos fatores recompensados com inclinações oportunistas para fatores individuais com o objetivo de melhorar o perfil de rendimento e o risco esperado da carteira. Este procedimento procurará captar duas fontes diversificadas de rendimentos, uma de uma exposição estática de longo prazo a fatores recompensados e outra de inclinação de fatores.

Para determinar quais os fatores que inclinamos e aqueles que afastamos, identificámos preditores que podem contribuir para o desempenho prospetivo de fatores individuais.

Quatro preditores de inclinação

Começamos por avaliar o regime económico para determinar os fatores que podem ser ajudados ou prejudicados pelo ambiente atual. Em seguida, examinamos a avaliação, a força relativa e a dispersão de cada fator.

O regime económico considera se um fator tende a ser benéfico na fase atual do ciclo de negócios. A avaliação mede a riqueza ou o preço reduzido de um fator por comparação com o seu histórico. A força relativa questiona se um fator tem uma tendência de desempenho de apoio. A dispersão mede o quão robusto é o conjunto de oportunidades para um fator.

As nossas visões sobre a inclinação de fatores - subponderadas, neutras ou sobreponderadas - em relação a uma carteira hipotética construída com ponderações de risco iguais em cinco índices de fatores de ações.

Perspetivas dos fatores globais, T3

Explore as visões dos nossos especialistas relativamente a fatores globais.

Transferir o relatório