Quatro tendências para o crescimento de ETFs

Amplos desenvolvimentos na indústria de gestão do investimento estão a direcionar os ETFs para reunir mais ativos nos próximos cinco anos do que em todos os 25 anos anteriores.

— BlackRock, maio de 2018

Os Exchange Traded Funds são a tendência de investimento mais forte deste século. Começaram com menos de 100 mil milhões de dólares americanos em ativos no ano de 2000 e contando atualmente com 4,7 biliões de dólares americanos e um número de produtos em contínuo crescimento. Mais recentemente, os ETFs a nível global cresceram a uma taxa orgânica anual de 19% de 2009 até 2017, ultrapassando facilmente a taxa de crescimento de 4,8% de outros fundos de investimento.
Fonte: Investment Company Institute, ETFGI em março 2018. Dados globais de fundos de investimento abertos. BlackRock, Morningstar, incluindo fundos do mercado monetário e excluindo fundos de fundos.

É expectável a aceleração na adoção de ETFs. Amplos desenvolvimentos na indústria de gestão do investimento estão a direcionar os ETFs para reunir mais ativos nos próximos cinco anos do que nos ultimos 25 anos.
Fonte: Blackrock, maio de 2018

Prevê-se que os activos globais em ETFs possam duplicar até, pelo menos, 10 biliões de dólares americanos nos próximos cinco anos. Projetar a mesma taxa de crescimento para os próximos 10 anos aponta para que os ativos atinjam os 20 biliões de dólares americanos, podendo chegar aos 25 biliões no final de 2027.

Quatro tendências que irão estimular o crescimento futuro dos ETFs, especialmente nos EUA e na Europa:

  • As preferências na construção de carteiras estão a alterar-se com o reconhecimento de que as comissões de gestão têm impacto significativo nos retornos de longo prazo. A utilização de ETFs em posições nucleares de uma carteira deverá crescer, uma vez que são cada vez mais utilizados como componentes essenciais na afetação de ativos e como veículos para oferecer estratégias de investimento baseadas em fatores.
  • A transformação do modelo de negócio de aconselhamento financeiro nos EUA chegará em breve à Europa. Os ETFs estão posicionados para serem os principais beneficiários desta transição secular, uma vez que os consultores e gestores financeiros terão incentivos para colocar ETFs de baixo custo como base das carteiras.
  • As transações de títulos estão a evoluir. A liquidez que muitas instituições em tempos viam com garantida está a diminuir. Para facilitar grandes transações, os investidores estão cada vez mais propensos a utilizar ETFs de obrigações conjuntamente com títulos em direto.
  • A escala de mercado dos ETFs e a padronização dos produtos reforçarão a adoção. À medida que mais investidores participam e que o mercado expande, os ETFs tornam-se mais eficientes para transacionar e mais ajustados em termos de custos. O efeito de rede acelerará a adoção futura de ETFs por parte de investidores grandes e pequenos.

Ler o relatório completo