Skip to content
PERCEÇÕES GLOBAIS

Sustentabilidade: O futuro do investimento

BlackRock Investment Institute |01 fev 2019

O investimento sustentável já foi visto como uma relação entre valor e "valores". Mas atualmente é algo que os investidores já não podem ignorar. O que mudou? Dados mais granulares, análises mais sofisticadas e mudanças no entendimento social da sustentabilidade, bem como a crescente sensibilização de que certos fatores - frequentemente caracterizados como ambientais, sociais e de governação, ou ESG - podem estar ligados ao potencial de crescimento de longo prazo de uma empresa.

A BlackRock está a aumentar o seu foco na sustentabilidade em toda a linha - desde os nossos processos de investimento às soluções de investimento que oferecemos. Existe um crescente reconhecimento de que o campo apresenta uma fonte de informações amplamente inexplorada que pode potencialmente identificar riscos de investimento e gerar rendimentos excedentários. Simultaneamente, os dados são imperfeitos, as metodologias de pontuação diferem e os investidores precisam de obter maior clareza sobre as armadilhas deste campo emergente.

Discutimos três temas-chave que impulsionam a transformação em investimentos sustentáveis: o objetivo de criar carteiras e estratégias sustentáveis que não comprometam os rendimentos financeiros; o esforço de usar pesquisas inovadoras para ir além das pontuações ESG de destaque; e a integração de questões relacionadas com a sustentabilidade em estratégias tradicionais de investimento. O nosso trabalho alimenta a nossa convicção de que o futuro do investimento é sustentável.

Resumo

  • O investimento sustentável já não é uma área de nicho; está a tornar-se dominante. Os ativos em estratégias específicas de investimento sustentável em todo o mundo cresceram rapidamente nos últimos anos. Estamos a assistir a um aumento do interesse dos clientes em incorporar perceções relacionadas com a sustentabilidade nos seus investimentos. Esta procura parece pronta para acelerar - impulsionada por alterações sociais e demográficas, maior regulamentação e foco do governo e maior convicção de investimento.
  • Dados e perceções melhorados possibilitam a criação de carteiras sustentáveis sem comprometer os objetivos financeiros. A nossa pesquisa, que se baseia em dados testados, mostra como índices focados em ESG têm correspondido ou excedido os rendimentos das suas contrapartes padrão, com volatilidade comparável. Achamos que ESG tem muito em comum com as métricas de qualidade existentes, como balanços sólidos, sugerindo que carteiras compatíveis com ESG podem ser mais resilientes nas desacelerações.
  • Impulsionar a inovação em investimentos sustentáveis exige ir além dos destaques. Os dados ESG evoluíram, mas ainda estão incompletos. Novas tecnologias e metodologias permitiram-nos grandes avanços na melhoria dos dados de sustentabilidade. Estas incluem técnicas para estimar dados ausentes e determinar a sua materialidade para o desempenho do investimento.
  • A integração de considerações de sustentabilidade nos processos de investimento está em ascensão - e por boas razões. A incorporação de perceções de sustentabilidade relevantes pode fornecer uma visão mais holística dos riscos e oportunidades associados a um determinado investimento. Não existe uma abordagem única, mas a oportunidade de melhorar os processos de investimento através da integração de considerações de sustentabilidade material é real e crescente.

Dados ESG em evolução

Com o crescente interesse em investimentos sustentáveis, os fornecedores de dados aumentaram os seus esforços em recolher e reportar indicadores ASG. A MSCI, por exemplo, aumentou o número de empresas e as principais métricas que acompanha. Veja o gráfico Cobertura mais ampla abaixo. No entanto, a falta de padrões de relatório de dados aceites dificulta a comparação ou a combinação imediata de perceções entre os fornecedores, e dados antigos e irregulares tornam a análise histórica um desafio. Em resposta, criámos uma base de dados personalizada que combina dados em várias fontes de ESG e preenche as lacunas históricas.

Relatórios ESG das empresas MSCI ACWI, 2009 e 2017

Uma solução vantajosa para ambas as partes

Ações de regulamentação e inovações tecnológicas estão a alimentar a transição para uma economia de baixo carbono - uma sociedade mais eficiente na produção de bens e serviços, e menos dependente das emissões de dióxido de carbono (CO2). A nossa abordagem de investimento pronta para transição foca-se em direcionar capital para empresas melhor posicionadas para navegar nesta mudança global, com o objetivo de ajudar a proporcionar rendimentos financeiros competitivos de longo prazo em relação às referências tradicionais.

Além do potencial estímulo financeiro, uma abordagem pronta para a transição também pode fornecer melhores resultados ambientais em relação às referências padrão. Descobrimos que um foco na prontidão para a transição mostrou uma redução de 50% na intensidade das emissões e um aumento de 30% na exposição à tecnologia limpa em relação à referência padrão com base na nossa análise de uma carteira de ações globais hipotética. Veja o gráfico Validação ambiental.

Métricas ambientais de um índice hipotético de ações “pronto para transição”, 2015–2018
Brian Deese
Líder Global de Investimentos Sustentáveis
Philipp Hildebrand
Vice-Presidente da BlackRock
Isabelle Mateos y Lago
Estrategista líder de multi-ativos, BlackRock Investment Institute
Isabelle Mateos y Lago, Managing Director, is a global macro investment strategist in the Investment Strategy team of the BlackRock Investment Institute. The team creates ...