AMLO vence eleições no México

03 jul 2018

O candidato antissistema AMLO venceu as eleições mexicanas e parece ter uma maioria ativa no Congresso, anunciando alterações profundas na política e políticas do México.

Opiniões chave

  • Pudemos ver os ativos mexicanos a recuperarem no curto prazo, à medida que a incerteza política se elevou, mas vemos o risco de um declínio nas instituições do país ao longo do tempo.
  • Gostamos de áreas de mercados emergentes onde as preocupações com a força do dólar e as guerras comerciais criaram valor: dívidas e ações selecionadas em moeda forte.

A vitória de AMLO representa um golpe para um sistema político contaminado por acusações de corrupção, aumento do crime e persistente desigualdade e sugere que as forças do populismo não atingiram ainda o pico em todo o mundo.

Esperamos que a equipa de AMLO inicialmente sinta notas conciliatórias e fiscalmente prudentes, e possa ver os ativos mexicanos recuperarem um pouco dos níveis deprimidos causados pela incerteza política e as preocupações dos investidores com uma potencial dissolução do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA). A médio prazo, vemos muita coisa sobre como AMLO governará. Será que recorrerá à postura populista e de confronto tomada no início da campanha eleitoral ou voltará ao estilo mais moderado e pragmático que demonstrou como presidente da câmara da Cidade do México no início dos anos 2000?

AMLO iniciou a campanha com propostas políticas não ortodoxas, como alcançar a autossuficiência na produção de alimentos. Conforme o tempo passava e a sua vantagem aumentava, AMLO mudou de rumo. Deixou de falar em reverter os esforços para abrir o setor de energia e sobre as corporações serem parte de uma "máfia de poder" - em vez disso, enfatizou as altas notas que recebeu das agências de classificação quando era presidente da câmara da Cidade do México. Os seus assessores económicos elaboraram programas de gastos propostos a fontes de financiamento específicas, alegando sendo fiscalmente neutros. As propostas controversas desvaneceram-se por completo. Se AMLO mantiver este rumo, poderemos ver os ativos mexicanos bem sucedidos no futuro bem próximo.

Por outro lado, um AMLO determinado a implementar algumas das suas promessas de campanha mais controversas pode arriscar o México a perder o seu estatuto entre os mercados emergentes (ME) como uma referência de estabilidade macroeconómica e política económica sólida. Os piores medos: Uma tendência para o tipo de políticas nacionalistas e proliferantes que podem trazer a ruína económica. Isto arriscaria uma deterioração dos saldos fiscais do México, aumento da inflação, uma seca do investimento estrangeiro e queda dos preços dos ativos, na nossa opinião.

As palavras logo se transformarão em ações e identificaremos quatro sinais iniciais para avaliar o seu estilo de governação este ano.

AMLO, que fez duas campanhas presidenciais sem sucesso, assumirá formalmente o poder apenas a 1 de dezembro. Vemos quatro sinais para avaliar como pretende governar: 1) nomeações e confirmações dos gabinetes; 2) o orçamento para 2019; 3) a nomeação de um membro do conselho do banco central; e 4) a sua abordagem para a implementação das reformas do setor energético.

De qualquer maneira, a ascensão de AMLO anuncia o fim de décadas de governos tecnocráticos formados por partidos tradicionais que adotaram políticas economicamente conservadoras. A maioria no Congresso dará margem a AMLO para fazer alterações políticas significativas. Isto também pode levar a um declínio constante da força institucional do México, apesar de vermos a independência do banco central como relativamente resiliente.

O resultado das eleições mexicanas, a forte demonstração da esquerda radical nas recentes eleições colombianas e a ascensão de populistas nas sondagens das próximas eleições brasileiras correm o risco de reverter uma tendência em direção a governos pró-negócios na América Latina, segundo demonstra o nosso Painel de risco geopolítico da BlackRock. No entanto, não vemos a vitória de AMLO a afetar outros ativos de ME no curto prazo. Gostamos de áreas onde as preocupações com a força do dólar e as guerras comerciais criaram valor: dívida em moeda forte e ações dos ME.

Descarregar o relatório completo