Planejamento financeiro pessoal: economizar ou pagar?

Paul Mele |24 set 2019

Economizar para o futuro ou pagar dívidas? Decidir como usar sua renda extra de maneira eficiente não é tão simples quanto você pensa.

Nós todos temos contas e despesas como aluguel e mantimentos que devemos cobrir a cada mês. Isso é simplesmente uma parte da vida. Mas o que você faz com o seu próximo real depois de dar conta de todas as necessidades fundamentais?

Supondo que você não o gaste, suas escolhas podem ser divididas em duas prioridades: economizar para o futuro ou pagar dívidas. A consequência dessas necessidades também não é pequena.

Prepare-se para o
sucesso primeiro

Antes de começar a tomar medidas para atingir suas metas financeiras, é crucial se preparar para o inesperado. Um fundo de emergência é uma base sólida que pode ajudar você a se manter nos trilhos quando algumas surpresas da vida acontecerem.

Identificar possibilidades, como uma súbita perda de emprego ou reparos em sua casa, antes que elas apareçam pode ajudar você a decidir quanto manter em seu fundo de emergência. Em geral, você deve considerar ter pelo menos de dois a três meses de despesas fundamentais em mãos.

Lembre-se de que as despesas inesperadas não são improváveis. Manter dinheiro em mãos pode impedir que você acumule uma dívida maior que vai na contramão de suas metas futuras. Ao garantir sua estabilidade financeira atual primeiro, pode ser possível destinar com segurança uma renda extra para o seu futuro.

Quando economizar para o futuro

Há aspectos importantes a considerar entre economizar ou reduzir a dívida. No entanto, a melhor atitude que você pode tomar é começar a economizar imediatamente, mesmo que seja apenas uma quantia modesta. Isso permite que você tire proveito de poupanças com rendimentos, incentivos fiscais e planos de aposentadoria com contribuições conjuntas (empresa-empregado).

Quando você é jovem, o tempo está do seu lado. Isso faz com que economizar seja algo muito importante a ser considerado. Dar ao seu dinheiro a oportunidade de crescer e se fortalecer é fundamental para a construção de uma aposentadoria confortável.

Além disso, fazer pagamentos extras para abater uma dívida em vez de economizar provavelmente não fará sentido em algumas situações. Isso é especialmente verdadeiro se você não estiver aproveitando, por exemplo, o “dinheiro grátis” contribuído como parte de seu plano de aposentadoria por sua empresa. Usar seu dinheiro para abater as dívidas pode reduzir o potencial total de sua poupança para a aposentadoria.

Como regra geral, concentre-se em obter o benefício máximo de ferramentas de poupança com vantagens fiscais e contribuições para a aposentadoria, primeiro. Depois disso, você pode dedicar reais extras para lidar com juros altos e dívidas não dedutíveis.

Quando pagar dívidas

Não devemos ignorar o impacto de pagar uma dívida mais cedo. Juros mensais corroem sua renda futura, indo na direção contrária à da sua poupança.

Depois de maximizar suas economias, seja estratégico ao usar sua renda extra para pagar a dívida em um ritmo mais rápido. Lembre-se de dar prioridade às suas contas mais caras e com juros mais altos.

Aliás, nem todas as dívidas são criadas de igual maneira. Ter um financiamento não traz a mesma consequência de ter um saldo devedor no cartão de crédito. Pagar o cartão primeiro diminui sua exposição a uma dívida com juros altos e pode liberar recursos adicionais para uma emergência.

É possível simplificar
essa equação?

As empresas estão explorando novas maneiras de incentivar seus empregados a pagar suas dívidas e perseguir suas metas de aposentadoria.

A tecnologia também desempenhará um papel importante. Várias ferramentas já existem para ajudar as pessoas a ter uma visão integral de sua situação financeira. No futuro, poderíamos aproveitar poderosos dados de análise para decidir de maneira inteligente como usar nossa renda adequadamente com base em uma ampla gama de fatores.

 Até lá, é importante encontrar um equilíbrio entre necessidades futuras e prioridades presentes. Economizar não é algo que deve ser levado a ferro e fogo. Adotar abordagens inteligentes para economizar hoje enquanto também administra sua dívida trará apenas benefícios no longo prazo.

Paul Mele
Paul Mele
Paul Mele é Chefe de Envolvimento do Participante do Grupo de Contribuição Definida dos EUA e Canadá (USDC) da BlackRock.