Skip to content

Global Investor Pulse: Brasil

Todos os anos, perguntamos as pessoas o que elas pensam e sentem sobre sua saúde financeira. Neste ano, entramos em mais detalhes, para entender a conexão entre sua saúde financeira e seu bem-estar. E por que você se sente assim?

Nós exploramos se o dinheiro poderia torná-lo mais feliz. Mas não da maneira que você imagina.

Entrevistamos mais de 24.500 pessoas em 13 paises - incluindo 1.000 no Brasil - fazendo perguntas sobre gestão financeira e de investimentos, planejamento da aposentadoria e senso geral de bem-estar.

O que descobrimos?

Quando as pessoas tomam a decisão de investir no seu futuro, elas criam uma maior sensação de bem-estar hoje. Isso é verdade, independentemente da riqueza, idade, sexo ou estágio da vida.
13% das pessoas que decidem investir no futuro são mais felizes.
Mais felizes
20% das pessoas que decidem investir no futuro são menos estressadas.
Menos stress
13% das pessoas que decidiram investir no futuro têm maior sensação de bem-estar.
Níveis mais altos de
bem-estar
10% das pessoas que decidiram investir no futuro são mais otimistas.
Mais otimistas em relação ao futuro financeiro

Qual a relação entre riqueza e bem-estar para os brasileiros?

Os brasileiros se classificam com um alto bem-estar.
Superando todos os outros mercados fora da América Latina, fican atrás somente do México.
78% dos brasileiros têm sensação de bem-estar comparados a 61% no resto do mundo.
No Brasil, o dinheiro é o principal causador de stress.
Seguido do trabalho com 47% e da familia com 35%.
O dinheiro é a causa número um de estresse.
47% dos brasileiros intrevistados ainda não começaram a poupar para sua aposentadoria.
A média global de pessoas que já começaram a poupar para sua aposentadoria é de 63%.
47% dos brasileiros não começaram a poupar para a aposentadoria.

O brasileiro está no caminho certo, mas ainda tem um longo caminho

Alguns fatores afetam a saúde financeira.
73% são otimistas sobre o futuro financeiro do Brasil
Positividade
A positividade em torno do futuro financeiro continua melhorando no Brasil, positividade que não se reflete no comportamento em relação aos investimentos
48% dos brasileiros investem localmente
Mercado local
Dos brasileiros ainda detêm investimentos baseados no mercado local
61% dos que não investem acreditam não ter dinheiro suficiente
Investimentos
Aqueles que não investem dizem que é por sentirem que não têm dinheiro suficiente para fazê-lo

 


 

Os benefícios do investimento são universais e atingíveis.

 


As pessoas podem cuidar da sua saúde financeira da mesma forma que cuidam da sua saúde física. Existem pequenas maneiras de começar:

O brasileiro está no caminho certo, mas ainda tem um longo caminho

Conecte os benefícios emocionais e imediatos do investimento ao senso de ser financeiramente saudável

Quando os investidores fazem essa conexão, eles se sentem mais felizes e realizadas. Aumentando a percepção de que estão mais avançados do que imaginavam.

Acabar com o mito de que as pessoas não têm o suficiente para investir

61% dos não-investidores atribuem seu comportamento a uma percepção de falta de recursos. Que é também a principal razão pela qual os investidores atuais estão hesitantes em alocar mais para investir.

Menos barreiras de entrada através da tecnologia combinada com o aconselhamento

80% dos brasileiros gostariam que houvesse uma maneira diferente de investir. 97% acreditam que novas tecnologias os ajudariam a estar mais envolvidos com os investimentos.

Então, o dinheiro pode realmente fazer você mais feliz?

Não exatamente. Mas não importa aonde você esteja no mundo, ser confiante, estar em controle e investir ajudam. Agora é a hora de agir e começar.

Leia mais sobre o
Global Investor Pulse
Tenha acesso ao relatório completo da maior pesquisa do mundo sobre a relação entre a saúde financeira e o bem-estar.
Baixe o relatório Baixe o relatório

O dinheiro fala, o estresse cala

O dinheiro anda de mãos dadas com o bem-estar, assim como exercícios físicos e uma dieta equilibrada. Frank Cooper, diretor de marketing da BlackRock, explica mais nesta entrevista.

Leia mais