O JEITO BLACKROCK

Construindo melhores portfólios

08 ago 2018

É hora de os investidores pararem de pensar em termos de estratégias ativas e passivas. A abordagem tradicional de construção de portfólio está ultrapassada. Os investidores devem buscar fontes variadas de retorno de maneiras econômicas dependendo de seus objetivos e restrições.

Destaques

Saiba o que você está comprando: em termos de retorno, os investidores precisam distinguir entre alfa, mercado amplo e fatores. São duas as razões. Em primeiro lugar, a distinção é necessária para permitir que os investidores façam alocações em oportunidades genuínas de alfa, tanto em uma única quanto em diferentes classes de ativos (por exemplo, com a alocação tática de ativos). Em segundo lugar, uma clareza sobre as fontes dos retornos do portfólio ajuda a garantir que os investidores mantenham seus objetivos estratégicos, permitindo-lhes considerar exposições a fatores em diferentes blocos subjacentes de construção de portfólio.

Veja o panorama completo: “ativa em X, passiva em Y” é algo muito simplista. Uma mistura baseada nas restrições e objetivos do investidor é preferível – não há uma resposta única para tudo. Combinar gestores que buscam alfa com estratégias de indexação e fatores deve ocorrer no nível do portfólio e não individualmente por classe de ativos – uma abordagem holística deve ser implantada. Estratégias que buscam alfa acima do esperado – líquido de taxas – não devem ser descartadas caso contribuam também para exposições significativas a mercados e fatores, pois essas exposições podem ser consideradas.

Tempo é dinheiro: o que importa são os retornos após os custos. Ainda assim, as taxas de cada produto variam amplamente por cliente e ao longo do tempo. Os custos de governança para localizar e monitorar gerentes que buscam alfa também podem ser consideráveis. Muitos investidores têm recursos limitados para essas atividades. É por isso que os investidores têm de se perguntar: eu tenho a habilidade e a capacidade de pesquisa para supervisionar a seleção de gestores que buscam alfa com os melhores desempenhos? Investidores com um orçamento de governança limitado podem optar por supervisionar alguns poucos gestores que buscam alfa – ou até mesmo manter seu portfólio inteiro em produtos de índice.

Resumo

Nosso trabalho empírico mostra por que é importante que fontes de retorno tenham visibilidade. Identificamos diferentes oportunidades de alfa em diferentes classes de ativos. Acreditamos que os investidores podem ser enganados ao olhar somente para os retornos ativos; eles precisam descobrir as exposições a fatores incorporadas aos retornos. Os investidores podem decidir se desejam manter as exposições a fatores ou fazer correções de acordo com elas. Nosso trabalho esclarece os retornos adquiridos em todo o portfólio e maximiza a eficiência do orçamento de risco – uma prioridade em um ambiente de baixo retorno.

Estrutura de construção de portfólio da BlackRock
Construção de portfólio combinando estratégias que buscam alfa, fatores e indexação

Estrutura de construção de portfólio da BlackRock

Fonte: BlackRock Investment Institute, julho de 2018. Observações: este gráfico mostra o ponto de vista da BlackRock sobre como combinar melhor estratégias de alfa e indexação em um portfólio. Ele tem fins apenas ilustrativos.

Jean Boivin
Global Head of Research, BlackRock Investment Institute
Jean Boivin, PhD, Managing Director, is Global Head of Research for the Blackrock Investment Institute and is a member of the EMEA Executive Committee.   His ...
Investment Head, BlackRock Model Portfolio Solutions
Global Head of Investments, BlackRock Client Portfolio Solutions