PERSPECTIVAS MACROECONÔMICAS GLOBAIS

China: qualidade acima de quantidade

26 jun 2018

Os investidores estão se ajustando à crescente influência da China na economia global. As preocupações com as tensões comerciais com os EUA e os elevados níveis da dívida doméstica são reais. No entanto, temos uma perspectiva de resiliência em curto prazo.

Destaques

  • A economia da China está se confirmando mais resiliente do que esperavam os céticos. Contudo, um belo ato de equilíbrio está por vir. Os dados recentes de produção industrial e vendas no varejo foram decepcionantes. Isso diante de um panorama de progresso na implementação de reformas, redução de risco financeiro e crescimento mais lento do crédito. A nosso ver, uma desaceleração econômica moderada é bem-vinda, pois com isso a China assume um ritmo de crescimento mais sustentável e menos dependente do crédito.
  • Uma guerra comercial aberta com os EUA é um risco para as exportações. Isso salienta a importância de o país assumir uma economia mais voltada ao consumo. O aumento da produtividade e das receitas e uma política governamental que fortaleça a previdência social devem respaldar essa complicada transição.
  • O risco de uma crise financeira na China é uma grave ameaça à economia global. Contudo, não vemos isso como uma história para agora. A criação do Comitê de Estabilidade Financeira e Desenvolvimento e o empenho em prol de um quadro regulatório unificado deixaram as autoridades em uma posição mais confortável para lidar com os riscos à estabilidade financeira.

Instantâneo

A economia chinesa desafiou os céticos. O gráfico de desaceleração estável abaixo mostra que a contenção das atividades do primeiro semestre de 2018 foi gradual. O crescimento do PIB no primeiro trimestre superou as expectativas, em boa parte graças às exportações líquidas que ainda se mantêm sólidas. Isso pode ser posto em xeque futuramente, se as tensões comerciais com os EUA se transformarem em uma guerra comercial aberta. Ainda assim, a perspectiva econômica parece sólida em curto prazo.

GPS da China x PMI em 2015-2017, segundo a BlackRock
Jean Boivin
Global Head of Research, BlackRock Investment Institute
Jean Boivin, PhD, Managing Director, is Global Head of Research for the Blackrock Investment Institute and is a member of the EMEA Executive Committee.   His ...
Senior Advisor, BlackRock
Deputy Head of Economic and Markets Research, BlackRock Investment Institute